top of page
  • andreasantiago7

Eficiência Jurídica e Tecnologia

Atualizado: 12 de mai. de 2023

Por: Simone Modenesi (Sócia Diretora da ATS Tecnologia) e Andrea Santiago (Comunicação e Marketing da ATS Tecnologia)

Diariamente, recebemos conteúdo sobre as novas tecnologias para o Jurídico. Há um bombardeio de mensagens nos avisando sobre a importância da inovação tecnológica sob o risco de morte do negócio.


O anúncio de novas tecnologias, como metaverso, robôs, Inteligência Artificial entre outros, vem acompanhado de incerteza e medo. Mas, calma! Podem ser apenas ondas.



Tecnologia significa “técnica ou conjunto de técnicas de um domínio particular”. Está relacionada ao seu jeito de pensar e fazer, à cultura da sua organização. A implantação de um novo software deve obedecer ao plano de mudança de cultura organizacional para ser eficiente.


Cerca de 70% dos nossos clientes são do setor jurídico. Atendemos este mercado há mais de 20 anos. Isso significa que nós acompanhamos a transformação digital no setor e conhecemos de perto a curva exponencial de inovação que aconteceu ao longo do tempo.


A digitalização do Judiciário exigiu a adequação tecnológica do segmento: scanner, tokens, certificados, audiências virtuais, robôs etc. As Legaltechs responderam rapidamente a essa necessidade, ofertando inúmeras soluções .


O perfil do advogado também foi afetado pela transformação digital. A criatividade e a versatilidade tornaram-se skills fundamentais.


Jurimetria, legal design, gestão do conhecimento, análise de dados, automação de tarefas, inteligência artificial etc., são temas da graduação de um aluno de Direito.


Advogado e tecnologia podem criar um ambiente de alta eficiência jurídica com foco na experiência do seu cliente.



Para isso é importante mapear os processos de negócio e identificar os gargalos e dores (converse com seus colaboradores e clientes), pensar “fora da caixa” e buscar empresas especializadas, como a ATS.




Outra questão fundamental é a criação de métricas para aferir os resultados de cada mudança, seja de um novo procedimento ou de uma nova tecnologia implantada. Alguns softwares possuem bons módulos de Analytics. Ou seja: planejar, mudar e medir é o melhor caminho para atingir a eficiência jurídica.





A FENALAW, em sua newsletter de 08 de maio, publicou seu ebook sobre EFICIÊNCIA JURÍDICA, em que cita as principais soluções tecnológicas adotadas pelos escritórios e departamentos jurídicos:



EFICIÊNCIA JURÍDICA


A ATS POSSUI TODAS ESSAS SOLUÇÕES!

Conte com a consultoria da ATS, conheça os nossos inúmeros cases com implantação dessas tecnologias.

Somos especialistas!

Comentarios


bottom of page