• ATS Tecnologia

RPA vs. BPM - dois lados da mesma moeda


RPA + BPM

Depois da Nuvem, Robotic Process Automation (RPA) é a nova palavra da moda, uma tendência que está ganhando força na era do Machine Learning e da Inteligência Artificial.

De acordo com o relatório Forrester Wave, Q1 2017: "As empresas estão sob imensa pressão para digitalizar as operações, e elas enxergam um futuro onde as operações de rotina serão totalmente automatizadas. Essas empresas vêem o RPA como parte de sua estratégia de automação".


A Forrester estima que até 2021, haverá mais de 4 milhões de robôs executando tarefas administrativas, de vendas e relacionadas ao escritório. O gerenciamento de robôs e sua governança será um problema crescente, e a necessidade de análises de dados avançadas tendem a agravar essas preocupações.

Em um mundo cheio de siglas e acrônicos para tudo, muitas vezes alguém levantaria uma duvida sobre o quão diferente o RPA é do BPM.

Afinal, na prática estamos em ambos os casos automatizando processos de negócios!?[Business Process Automation - BPA]


As plataformas BPA / BPM permitem que as equipes criem fluxos de trabalho de automação de processos, que podem se integrar a sistemas múltiplos e diversificados, que trocam informações e lidam com cenários que abrangem a automação de determinadas tarefas humanas.


A principal desvantagem é que essas atividades exigiriam acesso à API’s ou ao banco de dados destes sistemas, envolvendo codificação e desenvolvimento. E se os sistemas a serem conectados não oferecerem suporte a qualquer integração de API, se estiverem fora da rede ou se o cliente não estiver disposto a compartilhar ou conceder acesso ao Banco de dados?


Aqui é onde as plataformas RPA se superam, já que elas possuem uma estrutura muito sofisticada para configurar robôs de software para capturar e executar de forma inteligente tarefas repetitivas de forma não programática, que anteriormente exigiam que um humano executasse.

A boa notícia é que o RPA é completamente agnóstico a plataformas.


sample comparison by Agile Business Technologies


Abaixo está um cenário simples, exemplificado em que um processo de fornecimento de acesso de usuário é baseado em sua função, aplicado via um processo manual e também usando as tecnologias BPA e RPA.


expressed by DZone contributors

Um fluxo de trabalho típico seria o seguinte:


  • O Gerente de Projeto ou de TI gera uma solicitação de acesso ao software [aplicação] baseado em função para o membro da equipe.

  • O ticket é criado, encaminhado e confirmado pela equipe de suporte.

  • A equipe de suporte efetua LOGIN no aplicativo com credenciais de administrador.

  • Pesquisa e verifica se o usuário faz parte da função.

  • Se não, adiciona o usuário ao aplicativo.

  • Envia as atualizações para o gerente de projeto e fecha o ticket.

Iniciar processos semelhantes por meio de automação de processos de negócios com script, exigiria a criação de um novo fluxo de processo envolvendo o acesso por meio de chamadas da API ativadas a partir de uma fila de automação. Essas atividades exigiriam uma conta de serviço ou credenciais de banco de dados, que precisam ser criptografadas e persistidas para executar as ações respectivas no sistema. A implementação do fluxo de trabalho de processo customizado pode ter que passar pelo ciclo de vida de desenvolvimento na aplicação.


Por outro lado, as ferramentas do RPA ajudam as equipes de suporte a registrar várias atividades de rotina realizadas (Capturar e Responder). As ferramentas RPA líderes do setor, como Automation Anywhere e UiPath, têm designers de estúdio integrados para criar visualmente modelos de automação sem nenhum código. As operações manuais completas podem ser gravadas, programadas e acionadas por um robô, conforme necessário. Os modelos podem ser construídos com facilidade, em menor duração e com codificação zero.


Então, qual modelo selecionar?


Bem, a resposta depende do objetivo do projeto de automação a ser construído. Se a intenção é automatizar atividades humanas maiores e repetitivas, então o RPA será a melhor escolha e, por outro lado, se o fluxo do processo de automação a ser implementado for complexo, envolve a otimização de múltiplos sistemas e plataformas, o BPM Software seria o melhor para a plataforma.


Usar o certo a cada tipo de problema, inclusive combinando ambas as tecnologias é essencial.


Quer saber mais sobre #cases no Jurídico; acesse: CASES ATS Tecnologia


fonte: https://dzone.com/articles/rpa-vs-bpm

© 2019 por ATS Tecnologia

Especialista em Tecnologia da Informação

  • LinkedIn - ATS Tecnologia
  • YouTube - ATS Tecnologia
  • Instagram - ATS Tecnologia
  • Twitter - ATS Tecnologia